A Gearbest tirou o site do ar! E agora?

É, pessoal… parece que nada permanece igual por muito tempo na internet!

Nas duas últimas semanas, milhares de clientes ficaram na mão quando uma gigante chinesa simplesmente decidiu tirar o seu site do ar, a Gearbest.

Gearbest

Criada em 2014, a Gearbest fazia o intermédio de produtos chineses para o resto do mundo.

Ela foi uma das grandes responsáveis por popularizar a importação de eletrônicos e tinha, inclusive, um programa de afiliados.

Porém, com o crescimento desenfreado de grandes concorrentes como o AliExpress e a Banggood, a Gearbest vinha perdendo terreno há algum tempo.

O misterioso sumiço

Aparentemente, depois de lutar muito contra seus concorrentes, a Gearbest resolveu fechar as portas e deixar muitos clientes sem saber o que fazer.

De acordo com o site de informações Xataka, o Gearbest está fora do ar há pelo menos quinze dias.

Quando tentamos o acesso, o site exibe uma mensagem de erro informando que a URL é inválida.

Já o aplicativo, que ainda é encontrado na Google Play e na Apple Store, também exibe uma mensagem de erro, apesar de conseguirmos navegar em algumas páginas.

Como já citamos, os sites de importação da China dominaram o mercado internacional nos últimos anos. Por isso, a concorrência ficou acirrada e parece que a Gearbest acabou jogando a toalha.

A impressão que temos é que a importadora faliu, já que a sua controladora, a Shenzhen Globalegrow E-Commerce Co. Ltd, entrou com um pedido de recuperação judicial no mês de junho.

O mais estranho é que as redes sociais permanecem online, mas não há novas publicações.

Na página do Twitter, podemos notar que os consumidores continuam comentando em publicações, inclusive questionando a situação, mas não são respondidos desde meados de abril.

Além disso, os clientes que fizeram pedidos recentemente não têm acesso às suas contas e não obtiveram respostas da empresa.

E agora?

No fim, os sites que criaram melhores condições de compras e investiram em publicidade parecem ter levado a melhor nessa guerra.

Mas, calma, a declaração de falência nem sempre significa que a empresa vai encerrar as atividades. Porém, a falta de comunicação da Gearbest é um motivo de preocupação.

Por isso, para garantir suas futuras compras, aconselhamos que você conheça novas e seguras opções para importações da China.

Hoje, temos duas excelentes opções para comprar na China ótimos produtos por um preço mais em conta:

O gigante AliExpress que está desde 2009 revolucionando em questão de preços, formas de pagamento e menores prazos de entrega.

E a sólida Banggood que está no mercado desde 2006 e é conhecida pela segurança das suas entregas.

Enfim, escolha o mais vantajoso para você e boas compras!

Comentar

William Pompeo

Web designer gaúcho que adora novidades, apaixonado pela tecnologia e por tudo que ela possa oferecer. Idealizador e editor do site ComprasImportadas.com

E-mail YouTube Instagram Facebook Twitter

Publique seu comentário também no Facebook!

Seja o primeiro a comentar em "A Gearbest tirou o site do ar! E agora?"

Comente isso

Seu e-mail não será publicado.


*