Smartphones e tablets importados: como escolher

Ter um aparelho potente e munido de todas as funcionalidades se tornou uma necessidade de primeira linha e não apenas um recurso tecnológico opcional. Quem já comprou smartphones no exterior durante viagem, sabe que, não se pode apenas levar em conta os preços desses produtos (geralmente muito atraentes se comparados ao mercado brasileiro). É necessário também nos atentarmos a uma série de outras informações técnicas. Do contrário, usar seu smartphone pode acabar se tornando um verdadeiro sofrimento, já que a escolha errada implicará em desempenho lentificado, má execução de aplicativos e até das funções mais básicas.

Portanto antes de sair por ai comprando seu smartphones ou tablets durante viagem ou mais especificamente em lojas virtuais como o por exemplo, confira as seguintes dicas:

O mais importante: processador e memória. Smartphones e tablets não deixam de ser computadores. Por isso, quanto mais rápido for o processador e a memória, melhor será a execução das tarefas que envolvem todos os recursos do aparelho.

O ideal é você escolher um processador de pelo menos quatro núcleos de processamento (Quad Core (principalmente se o dispositivo rodar Android)) e, na velocidade mínima de 1,4 Ghz. Hoje em dia encontramos processadores Dual Core, Quad Core, Octa Core e até Deca Core. Então, quanto mais núcleos, melhor será seu desempenho.

Já a memória é dividida em dois tipos: FLASH e RAM. A FLASH diz respeito ao espaço de armazenamento interno que o smartphone disponibiliza para a gravação de dados (suas músicas, fotos, vídeos, etc.). Atualmente devemos optar pelo mínimo de 32 GBytes. Do contrário, gravar vídeos com alta tecnologia como os em 4K, será muito complicado. Ademais, os sistemas operacionais dos aparelhos atuais (Android, iOs e Windows Phone) costumam utilizar boa parte deste espaço. A memória RAM é, de fato, o mais importante. Ela que dará velocidade ao aparelho no uso multitarefa (várias aplicações simultâneas) como abrir o Facebook ao mesmo tempo que escuta uma música e sincroniza seus e-mails. Por isso, deve ser de no mínimo 2 GB para iOs e Windows Phone e, preferencialmente, 4 GB para o Android.

Uma das informações mais importantes e que pode tornar o aparelho inútil em território nacional se não for levada em conta é o tipo de banda. Assim, esteja sempre atento para esta informação no ato da compra. O dispositivo deve conter as seguintes frequências de banda: 850/900/1800/2100Mhz. Senão ele pode até vir a não funcionar. Já o tipo de wi-fi, deve ser no padrão: 802.11/b/g/n. É muito importante que o aparelho tenha também compatibilidade com a rede 4G brasileira, que no Brasil corresponde a frequência de 2600 MHz (banda 7).

Idealizador, criador e editor do Compras Importadas.

Buscas relacionadas

shopping online, outlet online, site de compras, produtos da china, compras nos eua, smartphones baratos, comprar smartphone no exterior, cuidados importar celulares, melhores smartphones, importar iphone

4 Comentárioss em "Smartphones e tablets importados: como escolher"

  1. Olá, eu andei pesquisando e encontrei na Aliexpress, vários celulares inclusive da marca Asus, um deles o Zenfone Selfie, por um preço estimado em 690-700,fiquei em dúvida em relação a qualidade, acha que é confiável e que os produtos são originais? Considerando os preços em relação aos encontrados no Brasil.

    • William Pompeo |19/04/2016 at 20:35 |

      Olá Camila! Procure sempre verificar a reputação do vendedor e a opinião (review) de quem já comprou. Os reviews se encontram na parte inferior do anúncio do produto. La você poderá conferir se o produto corresponde a descrição de fato e assim ter certeza se ele é original. Abraço!

  2. Olá , atualmente não conseguiria comprar um zenfone2 , com 4 GB de RAM , compatível aqui no Brasil ?

    • William Pompeo |06/07/2015 at 14:05 |

      Olá Fernando!
      Recentemente o ZenFone 2 foi homologado pela Anatel. Contudo, você precisa entrar no site do órgão e verificar se o modelo homologado é o mesmo que você deseja comprar.
      Abraço!

Comente isso

Seu e-mail não será publicado.


*