Comprando para revender: como começar

A importação nos proporciona adquirir diversos produtos que no mercado brasileiro tem um valor final bem mais elevado que quando importados de fora.

Sabemos que o motivo disso implica numa lista enorme de tributos que incidem nesse valor final e isso não é segredo pra ninguém.

Pois bem, muitas pessoas aproveitam tal oportunidade para trocar o guarda-roupa, o gadget, repaginar o visual… Mas poucas sabem como ganhar uma renda extra ou garantir a renda da família através desse recurso.

Este artigo é direcionado a estas pessoas que além de usufruir destes produtos, pretendem também vendê-los. Confira:

Como começar

Se procurarmos pela internet, existem muitos sites que prometem lucro com esse tipo de atividade em tempo recorde, vendendo diversos materiais didáticos (cursos) na promessa de garantia de sucesso neste segmento.

Porém, a verdade é que importar pra revender não é tão simples como parece. De fato, numa coisa eles não te iludem, trata-se de um trabalho lucrativo. Porém, assim como qualquer outro, só renderá lucro se for levado a sério.

Não basta comprar qualquer coisa e querer vender na internet. É preciso seguir uma série de passos que envolvem planejamento, estudo, pesquisa, dedicação, diferencial e etc.

Inicialmente você tem que estudar sobre o ato de importar. Temos diversos artigos e tutoriais sobre o assunto. Só então, depois que você ler esses materiais, você saberá o que implica importar de outros países.

Que produto vender

Depois, você precisará escolher o que irá vender. É óbvio que não podemos vender qualquer coisa. Precisamos estudar nosso público-alvo e fazer uma pesquisa, para saber o que essas pessoas costumam comprar.

Normalmente as pessoas compram mais roupas, acessórios e aparelhos tecnológicos pela internet. Porém, como existe uma grande variedade desses produtos, nem sempre é a melhor escolha.

O ideal é você montar uma pesquisa e aplicá-la usando as redes sociais, com os produtos e marcas mais populares dessas categorias, para então ter uma noção das preferências dos seus futuros compradores.

Pesquisas de mercado são muito importantes, porque nos ajudam a escolher o produto e público certo, mas também a riscar da lista os produtos que acreditávamos ter grande mercado, mas que na verdade não tinham.

O fornecedor ideal

Após a pesquisa, você precisará escolher um fornecedor confiável. Leia o artigo que fala onde e como comprar. Com o fornecedor certo, você precisará de um capital para começar.

Se ainda não ficou muito seguro, pode começar com um investimento pequeno, para testar o fornecedor e garantir a qualidade do produto. Porém, o mais importante aqui é estar consciente que você precisa ter um capital de giro (CDG) para a empresa e não pode confundi-lo com a renda pessoal (lucro). Este CDG também deve crescer paralelamente ao crescimento da sua empresa.

Por fim, agora que você já sabe que começar uma revenda implica em pesquisa de mercado, de tendências, escolha de fornecedor confiável, CDG e principalmente muita informação, você já pode começar a escolher o que vai revender e pensar em como fará isso.

Preparamos um artigo que fala exatamente disso, como escolher os produtos para revender e o que tal escolha implica, bem como o que fazer para ter maior sucesso nas vendas.

Leia também:

William Pompeo

Web designer gaúcho que adora novidades, apaixonado pela tecnologia e por tudo que ela possa oferecer. Idealizador e editor do site ComprasImportadas.com

E-mail YouTube Instagram Facebook Twitter

Seja o primeiro a comentar em "Comprando para revender: como começar"

Comente isso

Seu e-mail não será publicado.


*